Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Distância.Com.Amor

Eu quero, posso e consigo,

por Patrícia, em 14.11.16

    Quando a vida te der motivos para cair, cai. Mas a seguir levanta-te, faz-te Homem, supera-te.

    Tens tantos sonhos nas mãos que perdes o rumo das coisas. Sim, tu. Tu que tentas controlar tudo, ser dona da razão, encontrar sempre a explicação das coisas.

    Por este mundo fora, tantas são as coisas inexplicáveis. E tu não podes traçar metas por cima delas, não podes prever, não podes vencê-las. Mas nada te impede de sonhar, de acreditar. Sim, tu. Tu que sonhas acordada, não desistas.

    Quando te apetecer mandar tudo para o outro lado, manda. E a seguir não te desculpes, não digas que foi sem querer.

    Nem tudo é como queremos. Aliás, poucas são as coisas que obtemos exatamente como ambicionámos. É verdade que por vezes a nossa ambição é desmedida, incontrolável, que queremos sempre o que não é nosso por direito e o que temos nos sabe a pouco.

    E então? Qual é o teu problema com isso?

    Tens medo de fracassar, de não atingir os objetivos exatamente como planeaste, é isso? Fracassa. Faz-te Homem. Cresce. Mas não te esqueças que se desistires de ti, jamais alguém te irá erguer com as mesmas forças. E são exatamente as forças que julgas serem escassas e inúteis, que te farão chegar mais longe.

    Quando quiseres fugir, foge. Mas a seguir volta, mais forte e audaz, tenta o plano B ou C e luta.

IMG_4953.JPG

2 comentários

Comentar post